Resposta a um aventureiro da informática

Eu não costumo escrever comentários em sites, mas o fim do Hardware.com me encheu de indignação e senti que era necessário participar minha decepção. E tão logo escrevo sobre minha visão de como tudo se desenvolveu para chegar aonde está, surge um inconsequente para me provocar. Não tive opção a não ser reagir prontamente. Após o embate, senti-me impelido a escrever algumas linhas, que publico a seguir. O nome de ninguém foi citado em tempo nenhum pelo autor.

Em primeiro lugar, devo reconhecer que às vezes sou meio sarcástico ao comentar os assuntos que vejo publicados, e isso é constantemente mal interpretado por muitos que leem os textos deste espaço. Então, já de antemão me retrato a quem quer que seja que tenha se sentido ofendido com minhas palavras. A retratação, porém, vem acompanhada de uma admoestação muito séria: não se subestima uma carreira nem a história de uma vida. É muito difícil construir uma vida profissional – seja ela qual for – e é muito mais difícil ainda zelar para que essa vida se mantenha íntegra, fecunda e importante para o indivíduo que a cultiva e para a sociedade em derredor. Nunca se substitui o saber acadêmico pela intuição. Casos de sucesso de empreendedores natos (acredito em dons de nascença) encobrem milhares, senão milhões de fracassos fragorosos, frutos do improviso, da falta de planejamento, da sondagem do ambiente externo e do puro amadorismo dos profissionais ditos administradores. A informática é a resposta tecnológica a um eterno anseio da Administração: a produção da informação estratégica, vital para as boas e sensatas decisões corporativas. Logo, a informática submete-se e auxilia a Administração em todas as organizações da sociedade moderna. Nesse contexto, a informática não tem valor de per si, senão quando a serviço de um todo administrativo. Assim, o desenvolvimento de um mercado de informática pela informática e para a informática não faz sentido, e cai por terra todo argumento de quem, por simples ignorância ou por malícia tenta incultir importância inflacionada e superestimada a uma atividade-meio. Todavia, o profissional de informática, quando devidamente formado (por formação entenda-se curso técnico devidamente autorizado pela Secretaria de Educação a nível estadual e/ou municipal ou curso superior devidamente autorizado pelos órgão federais competentes) deve ser preferido na execução das atividades técnicas ligadas à área, em detrimento a aventureiros que, mesmo bem intencionados, podem causar prejuízos desproporcionais a seus próprios patrimônios, sendo hipossuficientes para arcar com as perdas causadas a seus contratadores. Em contrapartida, profissionais formados e formalmente estabelecidos contam com seguros contra terceiros, com caráter de responsabilidade civil, com apólices contratadas em valores altos e que podem fazer frente a eventuais perdas causadas por anomalias decorrentes da atividade técnica.

Este resumo que descrevi apresenta apenas uma ínfima parte do que significa para mim o termo “construção de carreira”. Nunca ficarei calado quando ouço ou leio descalabros lançados por cidadãos que se escondem sob a manta infectada do anonimato, cuja a finalidade maior é a desvalorização das carreiras e das vidas profissionais dura e estoicamente construídas e defendidas em tempos tão desfavoráveis.

Concluo o texto alertando aos leitores que de forma nenhuma este portal tecnológico, na figura de seus editores em tempo nenhum estimulou, apoiou, incentivou ou defendeu qualquer tipo de “aventura” profissional a seus leitores / usuários. Em meus dez anos de frequência no portal, nunca li texto nenhum, sob forma de artigo, que desmereça ou desdenhe a formação acadêmica de quem quer que seja, baseado em feitos de cidadão estrangeiros que pretensamente se fizeram baseados em visões e livre iniciativa – questionáveis em quase todas as estórias.

Essa é minha retratação, admoestação e participação neste espaço democrático.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s